ATEAC - Instituto para Atividades, Terapias e Educação Assistida por Animais de Campinas
Twitter Facebook Flickr YouTube

Meg


Nome:

Meg

Raça:

Border Collie

Trabalha:

HC Unicamp

Idade:

2 anos


A paixão por animais e em especial por cães sempre existiu… E em Novembro de 2011, tínhamos acabado de nos mudar para nossa casa… Roberlei recebeu uma ligação onde a pessoa lhe disse que havia pegado seu cartão de adestrador em um Petshop, e que tinha uma filhote de Border Collie, de 4 meses, parecida com a foto do cartão, e que a doaria devido ela ser muito ativa e não ter tempo para cuidar. A pessoa disse que se ele soubesse de alguém que a quisesse, era só buscar na casa dela. Ele não pensou duas vezes, e respondeu que ficaria com a filhote e que naquele mesmo dia a buscaria.

Foi aí que ele me ligou dizendo que era para eu ir na casa de uma pessoa buscar uma “encomenda” para ele… Sem me dizer o que realmente era, e eu já desconfiada, sai do trabalho e fui até o endereço indicado… Chegando lá, Roberlei já estava lá, e Meg (na época se chamava Cindy, mas tivemos que trocar o nome devido já termos uma Cindy, também Border Collie, em casa. Seria coincidência!?!) estava pronta para se mudar…. Casinha, ração, comedouros, e a própria Meg estava no portão pronta para a mudança.

Confesso que me assustei um pouco ao vê-la e a acreditar que aquela cachorra era realmente uma Border Collie… Pra mim ela era muito mais parecida com um dálmata!! E a pessoa nos disse que a filhote tinha sido doada a ela, por esse a única diferente da ninhada e não ter a cor original da raça. Mas tudo bem… Não importava se era pura ou misturada, cor original ou diferente, a carinha dela pedia para que a levasse embora. A coloquei no carro, no banco de trás, com todos seus apetrechos, e ela foi quietinha até nossa casa. Chegando lá, fez fácil amizade com as duas novas amigas, Cindy e Lilica.


Com o passar dos dias, eu e Roberlei fomos nos apaixonando por aquela fofura pintada, e percebendo o quanto meiga ela é… Carinhosa, companheira, amiga e especial… Muitas vezes nos olha com uma cara, que dizemos ser cara de louca, chamando para brincar… E até a apelidamos de Meglouca!! Hoje ela faz parte de nossa família, e é um de nossos quatro filhos peludos, que amamos muito.

Sempre “fuçando” na internet o assunto cães, meado de agosto passado encontrei um post no facebook sobre cães terapeutas e fiquei encantada… Busquei mais informações e encontrei a ATEAC, e em seguida a Andrea Carciofi, com quem comecei a conversar e conhecer um pouquinho mais sobre a Ong e o trabalho desenvolvido. Foi aí que eu e Roberlei pensamos na Meg, que ela provavelmente se daria bem trabalhando como terapeuta, pois adora ser tocada e receber carinhos, além de ser muito simpática com todos que a agradam.

Meg tem seu instinto natural de pastorear, e assim o faz em casa, tanto com outros cães quanto com pessoas. Adora correr e pastorear gado também, e quando quer carinho, deixa o instinto de lado e se entrega totalmente para receber e dar carinhos.

Aguardamos então ansiosos pelo treinamento, e a data para iniciar os trabalhos na ONG. E assim foi dando tudo certo, e hoje fazemos parte da equipe do HC, e estamos nos programando para iniciar em outra instituição.

Ainda somos “novatos” na ONG, mas Graças a Deus, estamos muito felizes e amamos fazer parte da família ATEAC!!
Meg fica toda feliz e ansiosa quando digo que é dia de trabalhar ou de ir à socialização, e ama colocar a bandana!! Fica toda se achando!! Rsrs

É um prazer sem palavras, uma recompensa maravilhosa poder ver nos olhos que cada assistido a alegria e o prazer no momento de interação entre cão e pessoa.
Que possamos continuar distribuindo alegrias, levando amor, carinho e esperança a quem precisa e esta passando por um momento delicado!!
Um trabalho gratificante, que une a paixão pelos cães e a solidariedade.

Aline Silveira e Roberlei Matano